FLM em contagem decrescente para a 4ª edição, revela programação completa
Sex., 14/Mar./14

 
Festival Literário da Madeira. 17 e 23 Março.
 

QUERIA DE TI UM PAÍS
 



Festival Literário da Madeira em contagem decrescente para a 4ª edição revela restante painel de participantes e programação completa.
Like
 
Festivalinho
 
Conversas
 
Espetáculos
 
Raquel Varela, Paulo Scott e José Eduardo Agualusa juntam-se a Marta Caires, Sílvio Fernandes, Diana PimentelPaulo Sérgio BEJu, Cláudia Rodrigues, Gil Rosa, Paulo Cafôfo, Luís Caetano e aos já anunciados Irene Flunser Pimentel,Paula Moura Pinheiro, Manuel Jorge Marmelo, Carlos Quiroga e Paulo Moura, Ricardo Araújo Pereira, Alexandra Lucas Coelho, Valério Romão, Ana Margarida de Carvalho, Francisco Camacho, João Tordo, Tiago Salazar, Miguel Real, João de Melo, Jorge Sousa Braga, Beatriz Hierro Lopes, Diogo Vaz Pinto, Golgona Anghel e Vasco Gato, Gonçalo M. Tavares, Luiz Ruffato, Adriana Calcanhotto, João Miguel Tavares, Nuno Lobo Antunes, Maria João Saraiva de Menezes, Maria João Beja, Maria João Lopo de Carvalho e José Luís Nunes na 4ª edição do Festival Literário da Madeira (FLM).
 
NOVAS CONFIRMAÇÕES    
     
Raquel Varela Paulo Scott José Eduardo Agualusa
 
Raquel Varela é investigadora do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa, onde coordena o Grupo de Estudos do Trabalho e dos Conflitos Sociais, e investigadora do Instituto Internacional de História Social. É coordenadora do projeto História das Relações Laborais no Mundo Lusófono. Doutorada em História Política e Institucional pelo ISCTE, Raquel Varela é, neste momento, Presidente da International Association Strikes and Social Conflicts. Autora de Quem Paga o Estado Social em Portugal?, uma obra que reúne contributos que procuram desmontar o "mito" do Estado  "gordo", a investigadora publicou, em 2011, História da Política do PCP na Revolução dos Cravos. Coordenadora da obra  Revolução ou Transição? – História e Memória da Revolução dos Cravos, Raquel Varela foi co-coordenadora de Greves e Conflitos Sociais no Portugal Contemporâneo e de O Fim das Ditaduras Ibéricas (1974-1978). Autora de A Segurança Social é Sustentável, Raquel Varela assinala os 40 anos de abril com uma obra pioneira que terá apresentação nacional no próximo dia 20 de março, no âmbito do FLM: História do Povo na Revolução Portuguesa – 1974-75, "a história das pessoas a descobrirem que podem tomar a vida nas suas próprias mãos, que o poder pode ser exercido diretamente por elas, coletivamente, sem ser delegado" (in entrevista à Visão, nº 1097, 13.03.2014).

Paulo Scott, escritor brasileiro, nascido em Porto Alegre, publicou, até ao momento, três romances e um livro de contos, Ainda Orangotangos, adaptado ao cinema por Gustavo Spolidoro, longa-metragem vencedora do 13º Festival de Cinema de Milão.
Paulo Scott é também autor de quatro livros de poemas, O Monstro e o Minotauro,  Senhor Escuridão,  A Timidez do Monstro e Histórias Curtas Para Domesticar as Paixões dos Anjos e Atenuar os Sofrimentos dos Monstros.
Traduz do inglês, escreve textos de dramaturgia e roteiros, colabora com revistas, jornais e suplementos de cultura do Brasil e de outros países.
Habitante Irreal, o seu segundo romance, chega agora aos escaparates portugueses, com a chancela da Tinta-da-China. A obra foi finalista dos prémios Jabuti e São Paulo de Literatura e vencedora do Prémio Machado de Assis da Fundação Biblioteca Nacional, em 2012.

José Eduardo Agualusa nasceu no Huambo, Angola, em 1960. Estudou Silvicultura e Agronomia em Lisboa, Portugal. Os seus livros estão traduzidos em 25 idiomas.
É autor de quatro peças de teatro: Geração W, Aquela Mulher, Chovem Amores na Rua do Matador e A Caixa Preta, estas duas últimas juntamente com Mia Couto.
Beneficiou de três bolsas de criação literária: a primeira, concedida pelo Centro Nacional de Cultura em 1997 para escrever Nação Crioula, a segunda em 2000, concedida pela Fundação Oriente, que lhe permitiu visitar Goa durante 3 meses, na sequência da qual escreveu Um Estranho em Goa, e a terceira em 2001, concedida pela instituição alemã Deutscher Akademischer Austauschdienst. Graças a esta bolsa viveu um ano em Berlim, onde escreveu  O Ano em que Zumbi Tomou o Rio. No início de 2009, a convite da Fundação Holandesa para a Literatura, passou dois meses em Amsterdão na Residência para Escritores, onde acabou de escrever o romance  Barroco Tropical.
Escreve crónicas para a revista LER e para o portal Rede Angola.
Realiza para a RDP África A Hora das Cigarras, um programa de música e textos africanos.
É membro da União dos Escritores Angolanos.
Com dez romances publicados e quatro coletâneas de contos, as obras de José Eduardo Agualusa, nome maior da literatura lusófona, estão traduzidas em mais de vinte idiomas.
 
Programa
 
 
Parceiros
 
comunicação:
Andreia Criner / Tlf. 932 555 700
andreiacriner@brandsgolive.com.pt
Skype: andreiacriner

 
Sara Oliveira / Tlf. 910 171 949
saraoliveira@brandsgolive.com.pt
Skype: sara.soaresoliveira

Célia Pessegueiro / Tlf. 910 022 530
press@novadelphi.com

www.festivalliterariodamadeira.pt

FLM a bordo do navio da MSC Cruzeiros, MSC Armonia e com novas confirmações
Seg., 10/Mar./14

 
Festival Literário da Madeira. 17 e 23 Março.
 

QUERIA DE TI UM PAÍS
 


FLM a bordo do navio da MSC Cruzeiros, MSC Armonia, e com novas confirmações: Irene Flunser Pimentel e Paula Moura Pinheiro (conferência de abertura, dia 19, às 18h 30m), Manuel Jorge Marmelo, Carlos Quiroga e Paulo Moura.
Like
 
Festivalinho
 
Conversas
 
Espetáculos
 
Irene Flunser Pimentel, Paula Moura Pinheiro e Manuel Jorge Marmelo juntam-se a Carlos Quiroga e Paulo Moura e aos já anunciados Ricardo Araújo Pereira, Alexandra Lucas Coelho, Valério Romão, Ana Margarida de Carvalho, Francisco Camacho, João Tordo, Tiago Salazar, Miguel Real, João de Melo, Jorge Sousa Braga, Beatriz Hierro Lopes, Diogo Vaz Pinto, Golgona Anghel e Vasco Gato, Gonçalo M. Tavares, Luiz Ruffato, Adriana Calcanhotto, João Miguel Tavares, Nuno Lobo Antunes, Maria João Saraiva de Menezes, Maria João Beja, Maria João Lopo de Carvalho e José Luís Nunes na 4ª edição do Festival Literário da Madeira (FLM).
 

NOVAS CONFIRMAÇÕES
   
     
Irene Flunser Pimentel Paula Moura Pinheiro Manuel Jorge Marmelo
 
Irene Flunser Pimentel licenciou-se em História pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa, em 1984. Concluiu o mestrado em História Contemporânea (variante Século XX) pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com a tese Contributos Para a História das Mulheres no Estado Novo. As organizações femininas do Estado Novo (Obra das Mães pela Educação Nacional e Mocidade Portuguesa Feminina), 1936-1966. É investigadora na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Colabora ainda em permanência, desde 1994, na revista História, da qual foi editora até final de 2001. Publicou diversos artigos de História em jornais e revistas portuguesas e estrangeiras, sobre diversas instituições do Estado Novo, a Segunda Guerra Mundial, o nacional-socialismo alemão e o Holocausto, entre outros temas. Colaborou em enciclopédias, dicionários e obras conjuntas. Participou em exposições, colaborou em documentários e programas de rádio e televisão e intervém regularmente em colóquios, conferências e seminários.
Em 2007, foi-lhe atribuído o Prémio Pessoa.
É autora de vários livros, entre os quais História da PIDE, Espiões em Portugal Durante a II Guerra Mundial, Mocidade Portuguesa Feminina, A Cada Um o Seu Lugar – a política feminina do Estado Novo, entre muitos outros.
Já em 2014, chegou aos escaparates a obra Democracia e Ditadura. Memória e Justiça Política, coordenada por Irene Flunser Pimentel e Maria Inácia Rezola.
http://irenepimentel.blogspot.pt/

Paula Moura Pinheiro é licenciada em Comunicação Social pela Universidade Nova de Lisboa e pós-graduada em Direito Comunitário pelo Instituto Europeu da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Iniciou a sua carreira jornalística em 1987. Em 1992 estreou-se no pequeno ecrã, suporte através do qual contribuiu para fazer história no jornalismo cultural português. Subdiretora da RTP2 entre 2006 e 2012, Paula Moura Pinheiro editou e apresentou o Câmara Clara até à sua extinção. Programa emblemático no âmbito da divulgação e debate culturais, a jornalista entrevistou centenas de convidados que asseguravam a dose semanal recomendada de grande Arte. Escritores, músicos, historiadores, filósofos, dramaturgos, arquitetos, cineastas e escultores, entre outros intérpretes da Arte, eternizaram uma Câmara Clara cujo brilho orientador não se apaga. Na rádio, a voz de Paula Moura Pinheiro ecoou, pela primeira vez, em 1994. Na imprensa escrita foi entrevistadora, repórter e colunista da revista Grande Reportagem durante seis anos. Colaboradora do Instituto Português do Livro e das Bibliotecas como dinamizadora de comunidades de leitores por todo o país, Paula Moura Pinheiro assinou o Guia de Leituras do IPLB de 2003 e promoveu, em articulação com a Fundação Calouste Gulbenkian, os Clássicos. Mentora da animação cultural das 74ª e 75ª edições da Feira do Livro de Lisboa, a jornalista tem quatro livros editados: 27/8, Portugal no Futuro da Europa, Estória da Pré-História do Chapitô e Viagem de Regresso.
Já em 2014, regressou à rádio e televisão públicas, com o programa semanal Visita Guiada.

Manuel Jorge Marmelo (n. 1971, Porto) é jornalista desde 1989. Em 1994 ganhou o prémio de jornalismo da Lufthansa e em 1996 a menção honrosa dos Prémios Gazeta de Jornalismo do Clube de Jornalismo/ Press Club.
Publicou o seu primeiro livro em 1996. Desde então editou mais de vinte títulos na área do romance, do conto, da crónica e da literatura infantil.
Em 2005 conquistou o Grande Prémio do Conto Camilo Castelo Branco, da Associação Portuguesa de Escritores, com o livro O Silêncio de Um Homem Só.
Em 2014 venceu, com Uma Mentira Mil Vezes Repetida (2011), o Prémio Literário CasinodaPóvoa, atribuído no âmbito do encontro literário Correntes d’Escritas.
O seu nome consta do Dicionário de Personalidades Portuenses do Século XX, da Porto Editora, desde julho de 2001, sendo o mais jovem dos biografados.
Somos Todos um Bocado Ciganos (2012) é o seu último romance.
http://manueljorgemarmelo.com

No dia 18 de março o FLM promove um evento para convidados e comitiva de jornalistas a bordo do navio da MSC Cruzeiros, MSC Armonia.Aí decorrerá a primeira conversa cruzada do festival, inspirada na obra Ilhas Desconhecidas, de Raul Brandão, seguida de um cocktail e de um showcase de Adriana Calcanhotto.

O programa da 4ª edição do FLM integra o lançamento nacional de três livros, um dos quais Vagina – uma nova biografia, de Naomi Wolf (http://naomiwolf.org/), autora e ativista norte-americana, responsável pela conferência de abertura da edição de 2013. A apresentação será no dia 22 de março e estará a cargo do Pe. Anselmo Borges, prefaciador da edição portuguesa.


Acompanhe todas as novidades do FLM aqui

www.facebook.com/festivalliterario
www.festivalliterariodamadeira.pt
 
 
Parceiros
 
comunicação:
Andreia Criner / Tlf. 932 555 700
andreiacriner@brandsgolive.com.pt
Skype: andreiacriner

 
Sara Oliveira / Tlf. 910 171 949
saraoliveira@brandsgolive.com.pt
Skype: sara.soaresoliveira

Célia Pessegueiro / Tlf. 910 022 530
press@novadelphi.com

www.festivalliterariodamadeira.pt

Ricardo Araújo Pereira, Alexandra Lucas Coelho e Valério Romão no FLM - 17 a 23 Março
Qui., 06/Mar./14

 
Festival Literário da Madeira. 17 e 23 Março.
 

QUERIA DE TI UM PAÍS
 
Ricardo Araújo Pereira, Alexandra Lucas Coelho e Valério Romão juntam-se a Ana Margarida de Carvalho, Francisco Camacho, autor nascido na MadeiraJoão Tordo, que verá em breve editado o seu sétimo romance (Biografia Involuntária dos Amantes), Tiago Salazar e aos já anunciados Miguel Real, João de Melo, Jorge Sousa Braga, Beatriz Hierro Lopes, Diogo Vaz Pinto, Golgona Anghel e Vasco Gato, Gonçalo M.
Like
 
Festivalinho
 
Conversas
 
Espetáculos
Tavares, Luiz Ruffato, Adriana Calcanhotto, João Miguel Tavares, Nuno Lobo Antunes, Maria João Saraiva de Menezes, Maria João Beja, Maria João Lopo de Carvalho e José Luís Nunes na 4ª edição do Festival Literário da Madeira (FLM)
 

NOVAS CONFIRMAÇÕES
   
     
Ricardo Araújo Pereira Alexandra Lucas Coelho Valério Romão
 
Ricardo Araújo Pereira (n. 1974), é licenciado em Comunicação Social, pela Universidade Católica. Começou a sua carreira como jornalista no Jornal de Letras. É guionista desde 1998. Em 2003, com Miguel Góis, Zé Diogo Quintela e Tiago Dores, formou o grupo humorístico Gato Fedorento. Escreve semanalmente na revista Visão e é um dos elementos do programa da TSF Governo Sombra, agora também em versão televisiva (TVI 24). Assina, desde março de 2012, a rubrica Mixórdia de Temáticas, nas manhãs da Rádio Comercial.
Com a Tinta-da-China, publicou três livros de crónicas: Boca do Inferno (2007), Novas Crónicas da Boca do Inferno (2009), que lhe valeu o Grande Prémio da Crónica atribuído pela Associação Portuguesa de Escritores, e A Chama Imensa (2010) , além de Mixórdia de Temáticas (2012), compilação dos guiões do programa radiofónico, e Se não entenderes eu conto de novo, pá (Brasil, 2012). Coordena a Coleção de Clássicos de Literatura de Humor, da mesma editora.
Os seus textos, a criação de personagens e a interpretação humorística elevaram-no ao estatuto de principal referência da nova geração do humor em Portugal.

Alexandra Lucas Coelho (n. 1967) é licenciada em Ciências da Comunicação, pela Universidade Nova de Lisboa. Trabalhou dez anos na rádio. Jornalista do jornal Público desde 1998, mantêm colaboração com o jornal. A partir de 2001 viajou várias vezes pelo Médio Oriente/Ásia Central e esteve seis meses em Jerusalém, como correspondente. Foram-lhe atribuídos prémios de reportagem do Clube Português de Imprensa, Casa da Imprensa e o Grande Prémio Gazeta 2005. Em 2007 publicou Oriente Próximo (Relógio D'Água), narrativas jornalísticas sobre israelitas e palestinianos. Caderno Afegão foi o seu segundo livro. Em 2010, publicou Viva México, seguido de Tahrir! – Os Dias da Revolução (2011), o relato dos períodos convulsivos que abalaram o Egito, com a queda de Mubarak como corolário. Viveu em Jerusalém e no Rio de Janeiro. A estadia no Brasil deu origem ao livro Vai, Brasil. Estreou-se no romance com E a Noite Roda, conquistando o Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores 2012.

Valério Romão nasceu no ano da Revolução. Foi três vezes selecionado no concurso nacional Jovens criadores (2000, 2001, 2002), duas em prosa, uma em poesia. Foi o representante português da área de literatura na Bienal de Jovens Criadores da Europa e do Mediterrâneo, em 2001, na Bósnia-Herzegovina. Na Faculdade cursou Filosofia, área em que se licenciou. Tem escrito contos, peças de teatro, feito traduções (Virginia Woolf, Samuel Becket) e tem colaborado com diversos artistas nacionais em peças multidisciplinares. Acaba de publicar o seu segundo romance, O da Joana, com a chancela da abysmo, segundo volume da trilogia Paternidades Falhadas, sucedendo a Autismo, da mesma editora.


Acompanhe todas as novidades do FLM aqui

www.facebook.com/festivalliterario
www.festivalliterariodamadeira.pt
 
 
Parceiros
 
comunicação:
Andreia Criner / Tlf. 932 555 700
andreiacriner@brandsgolive.com.pt
Skype: andreiacriner
 
Sara Oliveira / Tlf. 910 171 949
saraoliveira@brandsgolive.com.pt
Skype: sara.soaresoliveira
 
Célia Pessegueiro / Tlf. 910 022 530
press@novadelphi.com










www.festivalliterariodamadeira.pt

Novas confirmações no Festival Literário da Madeira
Seg., 24/Fev./14

 
Festival Literário da Madeira. 17 e 23 Março.
 

QUERIA DE TI UM PAÍS
 
Miguel Real, João de Melo e Jorge Sousa Braga juntam-se a Beatriz Hierro Lopes, Diogo Vaz Pinto, Golgona Anghel e Vasco Gato e aos já anunciados Gonçalo M. Tavares, Luiz Ruffato, Adriana Calcanhotto, João Miguel Tavares, Nuno Lobo Antunes, Maria João Saraiva de Menezes, Maria João Beja, Maria João Lopo de Carvalho e José Luís Nunes na 4ª edição do Festival Literário da Madeira (FLM).
Like
 
Festivalinho
 
Conversas
 
Espetáculos
 
 

NOVAS CONFIRMAÇÕES
   
     
Miguel Real João de Molo Jorge Sousa Braga
 
Miguel Real (n. 1953, Lisboa) é licenciado em Filosofia pela Universidade de Lisboa e Mestre em Estudos Portugueses pela Universidade Aberta, com uma tese sobre Eduardo Lourenço e a Cultura Portuguesa. Foi até recentemente professor de Filosofia no Ensino Secundário. Especialista em Cultura Portuguesa, possui uma vasta obra dividida entre o ensaio, a ficção e o drama (neste último género sempre em colaboração com Filomena Oliveira). Recebeu o Prémio Revelação nas áreas da Ficção e do Ensaio Literário da Associação Portuguesa de Escritores, Prémio Ler/Círculo de Leitores, Prémio Fernando Namora da Sociedade Estoril Sol, Prémio Ficção da Sociedade Portuguesa de Autores e Grande Prémio de Teatro do Teatro Aberto e SPA. É colaborador permanente do Jornal de Letras no qual faz crítica literária.

João de Melo (n. 1949, São Miguel – Açores),  licenciado em Filologia Românica pela Faculdade de Letras de Lisboa, é autor de obras de ficção, ensaios, antologias, poesia, livros de crónicas e de viagem. Muitos dos seus livros foram traduzidos em vários países europeus, nos Estados Unidos e no México.
Foi editor de autores portugueses, crítico literário, professor dos ensinos secundário e superior, conselheiro cultural junto da embaixada de Portugal em Espanha.
Foram-lhe atribuídos os seguintes prémios literários: Grande Prémio da Associação Portuguesa de Escritores, Prémio Eça de Queiroz/Cidade de Lisboa, Prémio Cristóvão Colombo (Capitais Ibero-americanas), Prémio Fernando Namora/CasinodoEstoril, Prémio Antena 1, Prémio «A Balada» e Prémio Dinis da Luz.
Gente Feliz Com Lágrimas, o seu romance mais conhecido, foi adaptado ao teatro pelo grupo  O Bando, e a telefilme e a série de televisão pelo realizador José Medeiros.

Jorge Sousa Braga (n. 1957, Cervães – Vila Verde) é licenciado em Medicina e exerce a especialidade de Obstetrícia num hospital do Porto, cidade onde vive. É poeta, autor de livros infanto-juvenis e tradutor.
A sua obra poética tem vindo a revelar-se de uma criatividade notável, presente desde o primeiro livro De Manhã Vamos Todos Acordar Com Uma Pérola No Cu, de 1981, uma abordagem dos Descobrimentos e da portugalidade sempre tomada pelo lado irónico e surrealista, com ressonâncias do movimento Beat, de São Francisco. A sensualidade – e a sexualidade, – em poemas íntimos e por vezes extremos, bem como a sua paixão pela poesia oriental têm-no levado a escrever haikus em língua portuguesa com assinalável perfeição. Incansável leitor de poesia verteu para português poemas de Jorge Luis Borges, Matsuo Bashô, Li Po, Guillaume Appolinaire, entre muitos outros.
O Novíssimo Testamento e outros poemas é o seu mais recente livro de poesia (Assírio & Alvim, 2012).

O FLM assinala o Dia Mundial da Poesia (21 de março) com uma programação especial. Pela primeira vez associa-se àLivraria Esperança que, durante a manhã e em dois momentos distintos, recebe poetas e seus leitores para sessões em que a palavra dita terá um espaço primordial.
A tarde dá lugar a duas Conversas Cruzadas que têm por mote versos dos poetas Manuel António Pina (Que fez algum / poeta por este senhor?) e Natália Correia(Ó subalimentados do sonho! A poesia é para comer!).
À noite Adriana Calcanhotto atua no Centro de Congressos da Madeira com o espetáculo "Olhos de Onda", que em 2013 esgotou oito datas no continente e três nos Açores.

Os bilhetes já se encontram à venda na Fnac e no CasinoMadeira, pelo preço único de 30€.


Acompanhe todas as novidades do FLM aqui

www.facebook.com/festivalliterario
www.festivalliterariodamadeira.pt
 
 
Parceiros
 
comunicação:
Andreia Criner / Tlf. 932 555 700
andreiacriner@brandsgolive.com.pt
Skype: andreiacriner
 
Sara Oliveira / Tlf. 910 171 949
saraoliveira@brandsgolive.com.pt
Skype: sara.soaresoliveira
 
Célia Pessegueiro / Tlf. 910 022 530
press@novadelphi.com










www.festivalliterariodamadeira.pt

João Miguel Tavares, Nuno Lobo Antunes e Maria João Saraiva de Menezes no FLM 2014
Qui., 30/Jan./14

 
Festival Literário da Madeira. 17 e 23 Março.
 

QUERIA DE TI UM PAÍS
 



João Miguel Tavares, Nuno Lobo Antunes e Maria João Saraiva de Menezes juntam-se a Maria João Beja, Maria João Lopo de Carvalho e José Luís Nunes no arranque da 4ª edição do Festival Literário da Madeira (FLM).
Like
 
Festivalinho
 
Conversas
 
Espetáculos
 
 
À semelhança da edição anterior, o início do Festival Literário da Madeira é marcado pelo FLI – Festivalinho Literário Infantil que, durante os dois primeiros dias, promove encontros com crianças para conversas, sessões de ilustração e outras atividades, entre as quais o lançamento do novo livro de Maria João Saraiva de Menezes, Mãe, O Que É Deus? e as conversas cruzadas no Teatro Municipal Baltazar Dias, novidade introduzida no FLI deste ano.

O FLI, lançado na edição do FLM de 2013, é dedicado aos mais pequenos e tem por objetivo desenvolver o gosto pela leitura, proporcionar o contacto direto com os escritores e dar espaço à liberdade criativa.
 
NOVAS CONFIRMAÇÕES    
     
João Miguel Tavares Nuno Lobo Antunes Maria João Saraiva de Menezes
 
João Miguel Tavares (n. 1973, Portalegre) é licenciado em Ciências da Comunicação, pela Universidade Nova de Lisboa.
Trabalhou no Diário de Notícias como jornalista na secção de cultura, editor-executivo adjunto e editor na secção de sociedade. Em 2007 fundou a revista Time Out Lisboa, da qual foi diretor-adjunto até 2013. Em 2008 iniciou na TSF o programa Governo Sombra, com Carlos Vaz Marques, Pedro Mexia e Ricardo Araújo Pereira, que desde 2012 tem também uma versão televisiva na TVI24. Foi colunista do Correio da Manhã durante três anos. Atualmente escreve duas vezes por semana na última página do Público.
Tem publicados um livro de crónicas familiares, Os Homens Precisam de Mimo , e três livros infantis, A Crise Explicada às Crianças, Uma Baleia no Quarto e O Pai Mais Horrível do Mundo.
É autor do blogue joaomigueltavares.blogs.sapo.pt e coautor do blogue familiar paisdequatro.blogs.sapo.pt.

Nuno Lobo Antunes (1954, Lisboa) é neuropediatra, licenciado em Medicina, pela Faculdade de Medicina de Lisboa. O seu percurso profissional tem passado por cargos como o de consultor de Neurologia Pediátrica no Memorial Hospital for Cancer and Allied Diseases, em Nova Iorque, e o de Professor Auxiliar de Neurologia e Pediatria na Cornell University Joan & Sanford I - Weill Medical College; Diretor Clínico e Coordenador das áreas de Neurodesenvolvimento e Neurologia do CADIn; Presidente do Conselho de Administração da Fundação Make-A-Wish; Coordenador da Unidade de Neuropediatria do Hospital Santa Maria; Consultor de Neurologia Pediátrica do IPO de Lisboa, entre muitos outros. Atualmente dirige o PIN – Progresso Infantil, Centro para as Perturbações do Desenvolvimento Infantil. É autor dos “best-sellers” Mal-Entendidos, Sinto Muito, Em Nome do Pai e Vida Em Mim.

Maria João Saraiva de Menezes (1971, Porto), licenciada em Filosofia, pela Universidade Católica Portuguesa, é professora e escritora. Publicou livros de poesia, ficção, etiqueta, pedagogia e infantojuvenis. Três dos seus contos infantis foram encenados e representados em Portugal. Venceu o 1º Prémio Literário AICL Açorianidade 2013, com o livro Chapéu de Chuva Transparente - Crónica de um Amor Sem Limites.

João Miguel Tavares, Nuno Lobo Antunes, Maria João Saraiva de Menezes, Maria João Beja e Maria João Lopo de Carvalho juntam-se aos já anunciados escritores Gonçalo M. Tavares e Luiz Ruffato e à cantora e autora Adriana Calcanhotto na 4ª edição do FLM.

Adriana Calcanhotto regressa à Madeira, após uma breve passagem para um concerto privado em 2003, para atuar no Centro de Congressos da Madeira no dia 21 de março, com o espetáculo "Olhos de Onda" que em 2013 esgotou oito datas no continente e três nos Açores.

Os bilhetes já se encontram à venda na Fnac e no CasinoMadeira, pelo preço único de 30€.

Adriana Calcanhotto integra o elenco de músicos convidados que fazem uma releitura de Arca de Noé, o clássico álbum infantil de Vinícius de Moraes de 1980. O disco que assinala o centenário de nascimento do poeta é lançado hoje, 17 de fevereiro, pela Sony Music Portugal. Através do seu alter ego Adriana Partimpim, Adriana Calcanhotto assina uma composição sobre O Elefantinho, poema inédito de Vinicius.


Acompanhe todas as novidades do FLM aqui

www.facebook.com/festivalliterario
www.festivalliterariodamadeira.pt
 
 
Parceiros
 
comunicação:
Andreia Criner / Tlf. 932 555 700
andreiacriner@brandsgolive.com.pt
Skype: andreiacriner
 
Sara Oliveira / Tlf. 910 171 949
saraoliveira@brandsgolive.com.pt
Skype: sara.soaresoliveira
 
Célia Pessegueiro / Tlf. 910 022 530
press@novadelphi.com










www.festivalliterariodamadeira.pt

Concerto "Olhos de Onda"
Qui., 30/Jan./14

Gonçalo M. Tavares, Luiz Ruffato e Adriana Calcanhotto no Festival Literário da Madeira 2014
Qui., 30/Jan./14

 
Festival Literário da Madeira. 17 e 23 Março.
 

QUERIA DE TI UM PAÍS
 

queria de ti um país de bondade e de bruma
queria de ti o mar de uma rosa de espuma


(Mário Cesariny)


O Festival Literário da Madeira adopta estes versos de Mário Cesariny como porta-estandarte da sua 4ª edição.
Like
 
Festivalinho
 
Conversas
 
Espetáculos
 
 
O evento decorrerá entre os dias 17 e 23 de Março e conta, entre outras, com as participações dos escritores Gonçalo M. Tavares, Luiz Ruffato e da cantora e autora Adriana Calcanhotto. A estreia de Adriana Calcanhotto na Madeira está agendada para o dia 21 de Março, no Centro de Congressos da Madeira.
 
PRIMEIRAS CONFIRMAÇÕES    
     
Gonçalo M. Tavares Luiz Ruffato Adriana Calcanhoto
 
Atlas do Corpo e da Imaginação é o mais recente livro de Gonçalo M. Tavares, escritor que tem vindo a afirmar-se, livro após livro, como um dos maiores autores contemporâneos de língua portuguesa. Em 2005, quando recebeu o Prémio Saramago, o Nobel português declarou existir, na “produção novelesca nacional, um antes e um depois de Gonçalo M. Tavares”, a quem vaticinou o Nobel “daqui a trinta anos, ou mesmo antes.” Escritor cujos méritos já mereceram distinções internacionais, a presença de Gonçalo M. Tavares no Festival Literário da Madeira assinala uma estreia há muito desejada.

O autor brasileiro Luiz Ruffato participa no FLM’14 depois de ter assumido as honras de abertura da mais recente edição do maior evento literário do Mundo, a Feira do Livro de Frankfurt, que teve o Brasil como país convidado. Luiz Ruffato dedica-se exclusivamente à literatura desde 2003. Estreou-se em 1998 com um livro de contos, Histórias de Remorsos e Rancores. Em 2001, Luiz Ruffato publicou o aclamado romance Eles eram muitos cavalos, vencedor do Troféu APCA e Prémio Machado de Assis para Melhor Romance. Em 2005, o escritor natural de Cataguases, Minas Gerais, iniciou a saga Inferno Provisório, composta por cinco volumes. Domingos Sem Deus (2011) é o último volume da série, distinguido com o Prémio Casa de Las Américas 2013.

Na sua quarta edição, o FLM leva finalmente à Madeira o espectáculo “Olhos de Onda”, de Adriana Calcanhotto, intérprete que esgotou, em 2013, oito datas no continente e três nos Açores. A cantora, compositora e autora publicada retoma o formato intimista em “Olhos de Onda”, munindo-se apenas da sua voz e da guitarra, fórmula que concede à palavra cantada uma liberdade acrescida. Os bilhetes já se encontram à venda, na Fnac e estarão também disponíveis no Casino Madeira a partir do próximo sábado, 1 de Fevereiro, pelo preço único de 30€.

A programação do FLM’14, a revelar em breve, integra conversas, conferências, espectáculos e o FLI – Festivalinho Literário Infantil, iniciativa que visa iniciar os mais pequeninos no FLM, proporcionando um maior contacto com os livros, autores, escritores e ilustradores.

De 17 a 23 de Março, o Festival Literário da Madeira volta a ser palco de uma semana de palavras escritas, faladas, oferecidas, trocadas e vividas, tendo por cenário o encanto natural e singular da sua insularidade.
 
 
Parceiros
 
comunicação:
Andreia Criner / Tlf. 932 555 700
andreiacriner@brandsgolive.com.pt
Skype: andreiacriner

 
Sara Oliveira / Tlf. 910 171 949
saraoliveira@brandsgolive.com.pt
Skype: sara.soaresoliveira

Célia Pessegueiro / Tlf. 910 022 530
press@novadelphi.com

www.festivalliterariodamadeira.pt